Abril 19, 2019

Login to your account

Username *
Password *
Remember Me

Create an account

Fields marked with an asterisk (*) are required.
Name *
Username *
Password *
Verify password *
Email *
Verify email *
Captcha *
Reload Captcha

BNDES aprova R$ 6,7 milhões para fazer rede de recarga de carros elétricos

O BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – destinará R$ 6,7 milhões para dois projetos de desenvolvimento de redes de recarga de veículos elétricos no Brasil. Os recursos são provenientes do Funtec, um fundo do próprio banco não reembolsável e dedicado a projetos de pesquisa aplicada, desenvolvimento tecnológico e inovação.

O valor total foi divido em R$ 3,4 milhões e R$ 3,3 milhões para apoiar parte de duas iniciativas que serão desenvolvidas por duas unidades da Embrapii, Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial, a CPqD, Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações, e a Certi, Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras.

As instituições desenvolverão modelos de estações de recarga lenta (8 a 16 horas), semirrápida (2 a 4 horas) e rápida (até 1 hora) que poderão ser instaladas em residências, shoppings, estacionamentos, postos de gasolinas e estradas.

O projeto do CPqD terá investimento total de R$ 5 milhões e tem como interventor a empresa brasileira PHB Eletrônica, especializada em projetos de inovação na área de eletrônica de potência aplicada a sistemas de energia. Por sua vez, a iniciativa da Certi prevê investimento de R$ 7,5 milhões e conta com a WEG, fabricante nacional de eletroeletrônicos de uso industrial e que já atua no setor de redes inteligentes e mobilidade elétrica. Os projetos dispõem também de apoio financeiro não reembolsável da Embrapii, no valor total de R$ 2,9 milhões.

Em nota, o BNDES defende que a disponibilidade de uma infraestrutura de recarga é um dos principais gargalos para o desenvolvimento do segmento de veículos elétricos e que essa operação “representa uma oportunidade para ampliação da frota de veículos elétricos no País”.

O apoio mútuo aos dois projetos é parte do acordo de cooperação entre o BNDES e a Embrapii firmado em setembro do ano passado que prevê apoiar projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação de empresas em colaboração com institutos de pesquisa e universidades, além de promover a interação dos modelos de fomento à inovação.

O segmento de veículos elétricos está em rápido crescimento no mundo e superou a marca de 3 milhões de unidades em 2017, um aumento de 50% com relação ao ano anterior. No entanto, o volume representou apenas 0,2% do total da frota mundial e está concentrado em poucos países. No Brasil ainda não há a venda de carros puramente elétricos.

 

Compartilhe nas redes sociais:
Avalie este item
(0 votos)
Última modificação em Quinta, 25 Outubro 2018 13:10
Equipe Engenheiro S/A

Selfies labore, leggings cupidatat sunt taxidermy umami fanny pack typewriter hoodie art party voluptate. Listicle meditation paleo, drinking vinegar sint direct trade.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Mais Lidos

Siga pelo Facebook

Galeria

Novas luzes inteligentes para a iluminação urbana

O QUE OS EXECUTIVOS DEVEM EXIGIR DE SUAS EQUIPES DE PROJETOS

Piauí tem o maior parque de energia solar em operação na América do Sul

Introdução a Duração Agregada

A aposta de Bill Gates (Grupo BEV) em Energia Geotérmica

Os Problemas em Projetos

A Volkswagen vai recompensar os alemães que abandonarem os seus carros mais poluentes

BNDES aprova R$ 6,7 milhões para fazer rede de recarga de carros elétricos

Perovskita, o mineral raro que poderá deixar a internet 1000 vezes mais rápida

© 2019 Engenheiro S/A. Todos os direitos reservados.